Transparência

Como transformamos o plástico do oceano em produtos Premium!

O que são limpezas Oceânicas?

As limpezas dos oceanos e praias são eventos ou programas realizados por organizações registadas para limpar o lixo marinho de nossas praias e costas, fundo e superfície oceânicos, rios e estuários.

O que é lixo marinho?

O lixo marinho é um resíduo de qualquer tipo que tenha sido perdido ou descartado no meio marinho e que se encontre nas praias e costas, fundo e superfície oceânicos, rios e estuários.

Como o lixo marinho é recolhido?

O lixo marinho pode ser recolhido de várias maneiras, dependendo da limpeza do oceano. O lixo marinho pode ser recolhido diretamente das praias à mão ou pode ser recolhido do oceano em redes de pesca pelos pescadores ou outros sistemas dedicados à captura de lixo marinho no mar ou em rios e estuários.

Quem faz a limpeza do oceano?

A Skizo colabora com limpezas oceânicas realizadas por comunidades locais, ONGs, pescadores, institutos de pesquisa e autoridades regionais e nacionais.

Com que frequência são feitas limpezas oceânicas?

A frequência da limpeza do oceano depende da organização ou comunidade que realiza a limpeza. Os pescadores podem recolher lixo marinho todos os dias; as limpezas de praia costumam ser semanais, mensais ou eventos pontuais.

De qual região o lixo marinho é recolhido?

O lixo marinho para transformação é recolhido na costa portuguesa. No entanto, reconhecemos a importância de fornecer soluções locais para problemas globais e mercados globais e, por este motivo, está em processo de abertura de operações para transformar resíduos de origem local em outras localizações estratégicas globalmente.

Que tipos de lixo marinho são recolhidos?

As limpezas do oceano e da praia recolhem todos os tipos de lixo marinho; plástico, metal, vidro, borracha e itens de materiais mistos – tudo, de sapatos a TVs antigas!

Que percentagem do lixo marinho é plástico?

Isso depende de onde, como e quando o lixo marinho foi recolhido. Em regiões do mundo onde há pouca ou nenhuma infraestrutura para a recolha e reciclagem de plásticos, a proporção de plásticos pode ser muito maior do que em regiões onde existem bons sistemas de gestão de resíduos. A proporção de plástico também varia muito dependendo se o lixo marinho foi recolhido de uma praia, onde a maioria dos resíduos foi transportada pelas marés e, portanto, a quantidade de materiais mais leves, como plásticos, é muito alta, ou do fundo do oceano. onde materiais mais pesados, como vidro e metais, são mais prováveis ​​de serem recuperados também. Diferentes estações também afetam a proporção, por exemplo, o nível de plástico em locais turísticos como o Algarve aumenta durante os meses de verão. Geralmente, considera-se que entre 60% e 80% do lixo marinho é plástico, chegando a 95% em algumas regiões.

Que tipos de plástico são mais comuns encontrar no lixo marinho?

Os tipos de plástico mais comuns encontrar no lixo marinho são:

  • Polietileno Tereftalato (PET) – garrafas de água e bebidas.
  • Polipropileno (PP) – palhinhas, tampas de garrafa, frascos de shampoo e detergente, caixas de frutas.
  • Polietileno de alta densidade (HDPE) – Frascos de shampoo e detergentes, frascos plásticos para leite, recipientes de gelados.
  • Polietileno de baixa densidade (PEBD) – sacos de compras, embalagens de alimentos e filmes.
  • Poliamida (PA) – pedaços de redes de pesca, cordas e cordões.

 

O que acontece com o lixo marinho recolhido?

O lixo marinho das nossas praias e costa, fundo e superfície oceânicos, rios e estuários é recolhido por acções de limpeza do oceano e das praias. Em seguida, é classificado em diferentes tipos de materiais. Esta porção de plástico é limpa e transformada em plástico reciclado recolhido dos oceanos nas instalações aprovadas dos nossos parceiros.

 

 

O que é plástico reciclado do oceano?

Plástico reciclado do oceano, o nosso Skizo YARN® é uma matéria-prima sustentável e totalmente rastreável que é feita de lixo marinho.

Quem transforma o lixo marinho em Skizo YARN®?

O lixo marinho é transformado em fio pelos nossos parceiros em Portugal.

Como a Skizo garante que o lixo marinho utilizado na confecção do tecido vem realmente do oceano?

Operamos uma Cadeia de Custódia (CoC) em toda a cadeia de abastecimento, desde a limpeza do oceano e da praia até o produto final. O CoC é um sistema de procedimentos e documentos que rastreiam a matéria-prima desde a origem até o uso final. O nosso CoC começa com um Certificado de Origem garantindo que o plástico foi removido do ambiente marinho. Este certificado é assinado pela organização registada responsável pela limpeza ou pela empresa de gerenciamento de resíduos licenciada que recolhe o lixo marinho.

Quanto do lixo marinho é reciclado?

Na maioria dos casos, todo o lixo marinho que pode ser reciclado é reciclado. Infelizmente, os itens de materiais mistos geralmente não são reciclados com facilidade.

O que é Skizo YARN®?

Skizo YARN® é uma nova matéria-prima sustentável e totalmente rastreável, feita de plástico recolhido nas limpezas do oceano e da praia.

Como é produzido o Skizo YARN®?

O lixo marinho de plástico ou, em alguns casos, outros plásticos usados ​​na aquicultura é classificado em diferentes tipos de polímeros. Cada tipo de polímero é então comprimido em um “fardo” (um bloco) para transporte. Os fardos são então transportados para centros de reciclagem especializados, onde são lavados e preparados para serem transformados em ‘pellets’. O processo pode ser diferente dependendo do tipo de plástico. No caso do poliéster, os ‘fardos’ de garrafas PET são transportados para o fabricante de ‘flocos’. Aqui, as garrafas são cortadas em pequenos pedaços chamados ‘flocos’ e, em seguida, as tampas das garrafas, rótulos, cola e qualquer conteúdo residual são separados e removidos. Os 100% PET ‘flocos’ lavados resultantes são então transportados para o produtor dos ‘pellets’, que derrete e extrude o PET em ‘fios’ longos semelhantes a espaguete que são então cortados em ‘pellets’ curtos. Estes ‘pellets’ são a matéria-prima usada pela indústria para fabricar fios ou plásticos moldados por injeção.

Quem faz o Skizo YARN®?

Skizo YARN® é feito pelos nossos parceiros em instalações aprovadas em Portugal.

Para que pode ser usado o Skizo YARN®?

Skizo YARN® refere-se a uma variedade de polímeros feitos de plástico marinho. Skizo YARN® pode ser desenvolvido para ser usado na maioria das aplicações onde plásticos virgens são usados ​​atualmente.

Como a Skizo garante que o plástico usado para fazer o Skizo YARN® vem do oceano?

Operamos uma Cadeia de Custódia (CoC) em toda a cadeia de abastecimento, desde a limpeza do oceano até o produto final. O CoC é um sistema de procedimentos e documentos que rastreiam o material desde sua origem até o uso final. O nosso CoC começa com um ‘Certificado de Origem’ garantindo que o plástico foi removido do ambiente marinho. Este certificado é assinado pela organização registada responsável pela limpeza ou pela empresa de gerenciamento de resíduos licenciada que recolhe o lixo marinho.

Skizo YARN® é uma matéria-prima rastreável?

Sim, estes fios são matérias-primas totalmente rastreáveis. É operado uma Cadeia de Custódia (CoC) para rastrear o material através de todos os processos de transformação e um traçador de “DNA” é adicionado ao polímero antes de retornar à indústria.

O Skizo YARN® possui certificação GRS (Global Recycling Standard) ou OEKO-TEX?

Sim, este fio possui certificação GRS e OEKO-TEX.

O que é Arrais YARN®?

Arrais YARN® é uma nova matéria-prima sustentável e totalmente rastreável, feita de redes de pesca velhas e descartadas.

Como é feito o Arrais YARN®?

As redes de pesca velhas e descartadas são classificadas em diferentes tipos de polímero. Cada tipo de polímero é então comprimido em um “fardo” (um bloco) para transporte. Os fardos são então transportados para centros de reciclagem especializados, onde são lavados e preparados para serem transformados em ‘pellets’. Esses ‘fardos’ de rede de poliamida são transportados para o fabricante que as transformará em ‘pó’. Aqui, as redes de pesca são transformadas em ‘pó’. O ‘pó’ de 100% de poliamida resultante é então transportado para o fabricante de ‘pellets’, que derrete e extrude a poliamida em ‘fios’ semelhantes a espaguete que são então cortados em ‘pellets’ curtos. Estes ‘pellets’ são a matéria-prima usada pela indústria para fabricar fios.

Quem produz Arrais YARN®?

Arrais YARN® é fabricado pelos nossos parceiros em instalações aprovadas em Portugal.

Para que pode ser usado o Arrais YARN®?

Arrais YARN® refere-se a uma gama de polímeros feitos de redes de pesca velhas e descartadas. Arrais YARN® pode ser desenvolvido para uso na maioria das aplicações onde as poliamidas virgens são usados ​​atualmente.

Como a Skizo garante que as poliamidas utilizadas na fabricação do Arrais YARN® são provenientes de redes de pesca velhas e descartadas?

Operamos uma Cadeia de Custódia (CoC) em toda a cadeia de abastecimento, desde a limpeza do oceano até o produto final. O CoC é um sistema de procedimentos e documentos que rastreiam o material desde sua origem até o uso final. O nosso CoC começa com um ‘Certificado de Origem’ garantindo que o plástico foi removido do ambiente marinho. Este certificado é assinado pela organização registada responsável pela recolha ou pela empresa de gerenciamento de resíduos licenciada que recolhe as redes de pesca antigas.

Arrais YARN® é uma matéria-prima rastreável?

Sim, estes fios são matérias-primas totalmente rastreáveis. É operado uma Cadeia de Custódia (CoC) para rastrear o material através de todos os processos de transformação e um traçador de “DNA” é adicionado ao polímero antes de retornar à indústria.

O Arrais YARN® possui certificação OEKO-TEX?

Sim, este fio tem a certificação OEKO-TEX.

Skizo YARN® e Arrais YARN® possuem rastreabilidade?

Sim, estes fios são matérias-primas totalmente rastreáveis. É operado uma Cadeia de Custódia (CoC) para rastrear o material em todos os processos de transformação de resíduos recolhidos a este ‘pellets’ de plástico do oceano e redes de pesca. Os ‘pellets’ do plástico recolhido dos oceanos e das redes de pesca também contêm um traçador ‘DNA’ que pode ser detectado pelo nosso Laboratório parceiro em produtos semi-acabados e de polímero.

Skizo YARN® e Arrais YARN® possuem prova de origem?

Sim, para cada lote de lixo marinho, é fornecido um “Certificado de Origem” pela organização registada responsável pela limpeza ou pela empresa de gestão de resíduos licenciada que coleta o lixo marinho. Isto faz parte de uma ‘Cadeia de Custódia’ para rastreabilidade do material.

Todos os produtos feitos com este fio de plástico recolhido dos oceanos ou redes velhas/descartadas contêm um traçador de ‘DNA’ exclusivo Como funciona o rastreador?

Um traçador químico de “DNA” que só pode ser detectado pelo nosso Laboratório parceiro é adicionado ao polímero. Este traçador pode ser detectado em produtos poliméricos, semiacabados ou acabados contendo o polímero. Somente nós e nosso Laboratório parceiro sabemos como detectar o rastreador.

O que é o nosso têxtil?

Os nossos tecido são de fios de poliéster reciclado de alta qualidade, 100% pós-consumo contendo plástico recolhido dos oceanos e fio de poliamida reciclado contendo redes de pesca velhas e descartadas. Os nossos tecidos são quase idênticos em propriedades físicas ao poliéster reciclado padrão ou poliamida reciclada padrão e está disponível em filamento contínuo com uma variedade de tamanhos e acabamentos. O nosso têxtil pode ser usado em uma infinidade de aplicações, incluindo vestuário e acessórios, estofamento automotivo e terceirizado, decoração doméstica e têxteis técnicos. O nosso Skizo YARN® contém aproximadamente 25% de plástico reciclado proveniente do oceano (de lixo marinho), os 75% restantes são PET pós-consumo de fontes terrestres certificadas e o Arrais YARN® contém aproximadamente 70% de redes de pesca velhas e os 30% restantes de poliamida reciclada.

Como o nosso têxtil é feito?

Skizo YARN®

  • Os pescadores e as pessoas envolvidas nas limpezas de praia recolhem o lixo marinho.
  • O lixo marinho é transportado por empresas licenciadas de gestão de resíduos para os centros de triagem aprovados pelos nossos parceiros.
  • Os resíduos são separados em plásticos e não plásticos.
  • O plástico é classificado em diferentes tipos de polímero.
  • Cada tipo de polímero é então comprimido em “fardos” (um grande bloco) para transporte.
  • Os ‘fardos’ de garrafas PET são então enviados para um produtor de ‘flocos’ aprovado e nosso parceiro.
  • Os ‘fardos’ de garrafas PET são abertos e as garrafas são fragmentadas em pequenos pedaços (‘flocos’). Nesta etapa, outros materiais como tampas de garrafas, rótulos, colas utilizadas nos rótulos e quaisquer resíduos residuais, como areia, são removidos e separados no processo de lavagem.
  • Os “flocos” lavados com 100% PET são então enviados para o nosso parceiro aprovado para a transformação de”pellets”
  • O fabricante de ´pellets´ mistura os flocos de PET de lixo marinho com flocos de PET pós-consumo de fontes terrestres.
  • Os “flocos” misturados são aquecidos até derreter e forçados através de uma extrusora, onde longos “fios” semelhantes a espaguete são formados e, em seguida, cortados em pequenos comprimentos ou “pellets”
  • Os ‘pellets’ são enviados para o fabricante de fios.
  • O fabricante de fios licenciado ‘derrete’ os ´pellets´ do polímero. O polímero derretido é forçado através de uma fieira (bloco de metal com pequenos orifícios) e os fios viscosos caem pela gravidade, arrefecendo conforme caem. Milhares de fios são produzidos ao mesmo tempo, com entre 34 e 134 filamentos a serem usados ​​para criar cada fio. Os fios são combinados e enrolados numa bobine a alta velocidade (aproximadamente 300km/h).
  • As bobines são transportadas para a fábrica de texturização, onde o fio ganha textura.
  • O fio texturizado é enviado para os nossos fabricantes de têxteis licenciados e parceiros.

 

Arrais YARN®

  • Pescadores e ONG’s fazem a recolha de redes de pesca velhas e descartadas.
  • As redes de pesca são transportadas por empresas licenciadas de gerenciamento de resíduos para centros de triagem aprovados pelos nossos parceiros.
  • As redes são limpas, separando metais e outras coisas encontradas nas redes que não podem ser esmagadas e, em seguida, classificadas em redes de poliéster e redes de poliamida.
  • Cada tipo de polímero de rede de pesca é então comprimido em “fardos” (um grande bloco) para transporte.
  • Esses ‘fardos’ de redes de pesca são então enviados para um produtor de transformação em ‘pó’ aprovado.
  • Os ‘fardos’ são abertos e as redes de pesca são fragmentadas em ‘pó’.
  • O ‘pó’ de 100% poliamida é então enviado para um fabricante de ‘pellets’.
  • O fabricante de ´pellets´ mistura as redes em ´pó´ de poliamida reciclada.
  • Os “pós” mistos são aquecidos até derreter e forçados através de uma extrusora, onde longos “fios” semelhantes a espaguete são formados e, em seguida, cortados em pequenos comprimentos ou “pellets”
  • Os ‘pellets’ são enviados para o fabricante de fios.
  • O fabricante de fios licenciado ‘derrete’ os ´pellets´ do polímero. O polímero derretido é forçado através de uma fieira (bloco de metal com pequenos orifícios) e os fios viscosos caem pela gravidade, arrefecendo conforme caem. Milhares de fios são produzidos ao mesmo tempo, com entre 25 e 150 filamentos a serem usados ​​para criar cada fio. Os fios são combinados e enrolados numa bobine a alta velocidade (aproximadamente 300km/h).
  • As bobines são transportadas para a fábrica de texturização, onde o fio ganha textura.
  • O fio texturizado é enviado para os nossos fabricantes de têxteis licenciados e parceiros.

Quem fabrica os nossos têxteis?

Existem actualmente quatro fabricantes licenciados dos nossos têxteis, todos localizados em Portugal.

Onde os nossos têxteis e produtos são feitos?

Todos os nossos têxteis e produtos são fabricados em Portugal. Utilizamos as melhores técnicas e know-how disponíveis.

Os nossos produtos são todos feitos à mão e de alta qualidade.

De que polímero é feito o nosso têxtil?

Os nossos têxteis são produzidos atualmente como 100% poliéster reciclado pós-consumo e 100% poliamida reciclada. Ofereceremos têxteis em outros tipos de polímeros no futuro.

Os nossos têxteis são reciclados mecanicamente ou quimicamente?

sim, são recicláveis.

Qual é a composição do nosso têxtil?

O nosso tecido feito com Skizo YARN® é composto de aproximadamente 25% de plástico recolhido do oceano e 75% de PET pós-consumo de origem terrestre certificada e o nosso tecido feito com Arrais YARN® é composto de aproximadamente 70% de redes velhas e descartadas e 30% de poliamida reciclada .

Em alguns casos, também adicionamos outros fios para adaptar o tecido ao nosso produto final

De onde vem o PET pós-consumo?

Hoje, o PET pós-consumo terrestre vem de plásticos reciclados de ONGs, de iniciativas de limpeza colectivas e de algumas empresas, em Portugal. Procuramos também incluir PET proveniente da terra recuperado do nosso ambiente, para que possamos também apoiar mais projetos de limpeza recuperando resíduos perdidos no nosso ambiente em terra.

Quanto lixo marinho ou redes velhas são retiradas dos nossos oceanos para cada quilo dos nossos têxteis?

Quando a Skizo arrancou, em dezembro de 2018, trabalhávamos exclusivamente com lixo marinho recolhido nas redes de pescadores na costa mediterrânea de Espanha, desde abril de 2021 passamos a trabalhar exclusivamente para limpar a costa portuguesa. O PET agora representa 23% do lixo marinho retirado do oceano pelos pescadores, o que significa que para cada quilo de nosso têxtil, cerca de 1 quilo de lixo marinho foi retirado do oceano (o nosso têxtil contém aproximadamente 25% de plástico reciclado do oceano) . O número de 23% era conhecido porque o programa de pesca estava em andamento e os dados sobre o lixo marinho foram recolhidos e relatados. Agora estamos começar do zero e iniciando limpezas oceânicas que recolhem lixo marinho das nossas praias e costa, fundo e superfície oceânicos, rios e estuários. Algumas destas limpezas são programas contínuos, outras são eventos pontuais. Como a composição do lixo marinho pode variar enormemente dependendo de como e onde foi recolhido, e mesmo em que momento foi recolhido, não é possível dizer que todo lixo marinho contém 23% de PET (por exemplo, a percentagem de PET no fundo do oceano na costa da Holanda é muito mais baixo, talvez apenas 6% ou 8%, enquanto a percentagem de PET numa praia em Gana pode ser de 55% ou mais). Estimamos que, para cada quilo dos nossos têxteis, entre 600 gramas e 1 quilo de lixo marinho foi removido de nossos oceanos.

Quantas GARRAFAS DE PLÁSTICO existem em cada quilo do nosso têxtil?

Depende do tamanho da garrafa. São 33 garrafas de plástico de 1,5 litro em cada quilo do nosso têxtil, das quais 8,25 terão vindo do oceano, ou 72 garrafas de plástico de 330ml, 18 das quais terão vindo do oceano. No entanto, Skizo não é um projeto para reciclar garrafas de plástico do oceano, é uma iniciativa para educar, ajudar e limpar os nossos oceanos de todos os tipos de detritos marinhos e transformar em upcycling para produtos de alta qualidade. Os parceiros de limpeza dos oceanos com os quais trabalhamos removem todos os tipos de plástico (PET, PA, PP, HDPE, LDPE), bem como vidro, metais, borracha e objetos de materiais mistos de nossos oceanos. Em alguns casos, as garrafas PET representam menos de 17% dos resíduos retirados do oceano. Quando compras os nossos produtos feitos com Skizo YARN®, estás a apoiar a limpeza do oceano e das praias, não a reciclagem de garrafas plásticas. Por isso, preferimos falar sobre a quantidade de lixo marinho retirado dos nossos oceanos, não apenas de garrafas. A Skizo estima que, para cada quilo dos nossos têxteis, entre 600 gramas e 1 quilo de lixo marinho foi removido de nossos oceanos.

Quais são as propriedades físicas dos nossos têxteis em comparação com o poliéster reciclado padrão ou a poliamida reciclada?

As propriedades físicas dos nossos têxteis são quase idênticas às do poliéster reciclado padrão e da poliamida reciclada.

Os nossos têxteis libertam microfibras?

Todas as fibras, naturais e sintéticas, têm potencial para liberar microfibras durante a sua vida útil. Os factores que determinam se as microfibras são libertadas e em que quantidade estão principalmente relacionados à construção de tecidos feitos com esse fio. Tecidos como “lã” ou outros tecidos onde o fio está deliberadamente quebrado ou danificado libertam mais microfibras. Os tecidos feitos sem processos de acabamento ‘destrutivos’ são mais duráveis ​​e, portanto, libertarão menos ou até nenhuma microfibra. Os nossos têxteis são poliéster e poliamida de alta qualidade com excelente durabilidade, ajudando a reduzir drasticamente ou eliminar a libertação de microfibras. Os nossos parceiros são fabricantes licenciados que se preocupam com os microplásticos, por isso toda a construção dos nossos têxteis passa por diversas provas de conceito e preparo para que a quebra da estrutura seja minimizada ou nula.